Sobradinho seleciona merendeiras que seguem no Sabor de Escola - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Sobradinho seleciona merendeiras que seguem no Sabor de Escola

As merendeiras de Sobradinho demonstraram talento culinário e dedicação e duas delas garantiram lugar na semifinal do concurso Sabor de Esco...

As merendeiras de Sobradinho demonstraram talento culinário e dedicação e duas delas garantiram lugar na semifinal do concurso Sabor de Escola. Eva Pereira, do Centro de Ensino Médio 04, conquistou o paladar dos juízes com o prato de coxa recheada e purê gratinado. Ivone Lemos, da Escola Classe 16, surpreendeu com uma feijoada de frango temperada com maracujá. Os dois pratos vencedores foram anunciados na tarde desta sexta-feira (15), no CEM 04 de Sobradinho.

Eva compartilhou a alegria após a participação do concurso: “Me sinto honrada por representar Sobradinho na próxima etapa, e espero mostrar ainda mais da minha paixão pela comida escolar.”

Ivone também se mostrou emocionada após o anúncio da classificação. “Este concurso é uma oportunidade de mostrar que a alimentação escolar pode ser saborosa e nutritiva. Estamos orgulhosas de fazer parte disso e mostrar nosso trabalho”, destacou.

Eva Pereira e Ivone Lemos prepararam coxa de frango com purê gratinado e feijoada de frango temperada com maracujá, respectivamente | Fotos: Jotta Casttro/SEE-DF

O Sabor de Escola vai escolher a melhor receita da alimentação escolar do DF. Além de estimular a criatividade culinária, destaca a importância de valorizar não apenas a alimentação escolar, mas também os profissionais talentosos que a preparam, enriquecendo a experiência dos estudantes.

Processo de classificação

A cozinha do CEM 04 ganhou espaço para criatividade durante a primeira degustação do dia. Pela manhã, os seis participantes da disputa trouxeram ideias criativas e pratos típicos de dar orgulho em qualquer chef de cozinha. Os pratos apresentados foram: cozidão, baião de três, coxa recheada com purê gratinado, ragu de porco e angu com arroz de brócolis, feijoada serrana e sorvete de morango.

O participante que usar ingredientes do Cerrado na receita sai com um ponto na frente dos oponentes

Representando a Secretaria de Educação do DF (SEE-DF), Stela Nasser, uma das organizadoras do concurso, destacou os critérios de classificação e pontuações necessárias para impressionar os jurados. “É um trabalho delicado ter que avaliar cada prato porque são feitos com amor, mas o nosso júri técnico e de convidados veio para cumprir as regras, então o que está sendo julgado é o sabor, a cor, o cheiro e a textura dos alimentos”, conta Stela.

Para Fernanda Matheus, coordenadora da Regional de Ensino do Guará e também organizadora do concurso, o importante é que o participante se atente às regras e lembre-se que os estudantes serão os mais beneficiados com as propostas apresentadas.

“A comida precisa ser agradável para os estudantes, o alimento precisa ter aceitabilidade nas escolas e isso sem sombra de dúvidas é um fator muito importante”, lembra Fernanda. “O participante precisa se lembrar que, ao acrescentar um ingrediente fruto do cerrado, ele já tem pontuação extra e com isso mais chances de estar classificado para a próxima fase”, afirma.

Com informações da Secretaria de Educação do DF

Nenhum comentário