Riacho Fundo terá primeira creche pública, e mais 14 estão em construção - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Riacho Fundo terá primeira creche pública, e mais 14 estão em construção

O ensino infantil no Riacho Fundo vai ganhar reforço. As obras do primeiro Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) da QN 9, primeira ...

O ensino infantil no Riacho Fundo vai ganhar reforço. As obras do primeiro Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) da QN 9, primeira creche pública da cidade, estão em ritmo acelerado para acolher, em breve, 188 bebês e crianças da região administrativa. Essa é uma das 15 obras em andamento para construir novas creches no Distrito Federal (DF). No pacote de novas escolinhas, o Governo do Distrito Federal investe R$ 77,2 milhões, o que permitirá acolher mais de 2,7 mil crianças bebês e crianças de 4 meses a 6 anos de idade em período integral.

A próxima etapa é iniciar a urbanização do terreno na área externa, com calçadas, bocas de lobo e sistema de drenagem | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

No Riacho Fundo, cerca de 70 funcionários contratados diretos e indiretamente trabalham em várias frentes da obra, cujo investimento é de cerca de R$ 6 milhões. Sob fiscalização da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), a equipe se concentra na conclusão da cobertura metálica, do reboco das paredes e dos reservatórios de água, bem como das instalações hidráulicas e elétricas.

“A obra está em um ritmo muito bom. O fato de a cobertura já estar praticamente concluída facilita muito para o andamento não ser interrompido. A gente priorizou esse serviço para que a obra não fique parada durante as chuvas. Com a cobertura, a gente consegue trabalhar nas intervenções abaixo da estrutura”, afirmou a subsecretária substituta de Infraestrutura Escolar da Secretaria de Educação do DF (SEE), Aline da Silva Lima.

A próxima etapa é iniciar a urbanização do terreno na área externa, com calçadas, bocas de lobo e sistema de drenagem. “Nós vamos concluir o reboco e a cobertura para, então, dar início às obras do lado de fora. A equipe trabalha de segunda a sexta-feira, mas, quando necessário, também aos sábados ,para cumprir o cronograma previsto”, detalhou o engenheiro e fiscal da obra pela Novacap, Juan Carlos Del Carpio.

No pacote de novas escolinhas, o Governo do Distrito Federal investe R$ 77,2 milhões, para receber 2.726 crianças de 4 meses a 6 anos de idade em período integral

A técnica de enfermagem Wanda Terezinha, 64, mora na QN 9 e avalia que a creche vai valorizar os imóveis da região, além de beneficiar os moradores. “Vai ser bom, principalmente, para quem tem filho e precisa trabalhar fora. Os nossos imóveis vão ficar mais valorizados também. Ter um equipamento público tão importante como esse do lado de casa é uma excelente oportunidade para todos”, admitiu.

Trabalho estratégico

A nova unidade do Riacho Fundo segue o modelo padrão tipo 1 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Construída em concreto armado e com cobertura de aço, a creche terá dez salas de aula — sendo dois berçários —, área para recreação, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, rouparia, varanda de serviço, secretaria, lactário, sala de professores e de direção, cômodos distribuídos em uma área de 1.514 m².

Estão em construção outros 14 centros de educação da primeira infância distribuídos pelo DF, o que vai permitir atender 2.726 crianças em período integral, ou seja, das 7h30 às 17h30

Para tirar do papel o modelo padrão estipulado pelo FNDE, as equipes técnicas da Novacap precisaram fazer uma série de intervenções no terreno para deixá-lo adequado ao início das obras.

“O espaço onde a creche está sendo construída tinha a topografia irregular, e o terreno é considerado trapezoidal. O projeto padrão do FNDE é retangular, então precisamos fazer algumas adaptações para colocá-lo em execução. Depois que fizemos a demarcação do terreno, nós realizamos uma movimentação de terra para deixar o solo linear e, então, começar a edificação”, detalhou Juan Carlos.

Vagas para todos

Atento às demandas da população por mais unidades escolares de ensino infantil, o GDF conseguiu reduzir o número de crianças na fila de espera: de 23 mil crianças, em 2019, são aproximadamente 13 mil nos dias atuais, graças à ampliação de creches e Cepis públicos e conveniados que compõem a rede.

As obras do primeiro Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) da QN 9 estão em ritmo acelerado; em breve, poderão ser acolhidos 188 bebês e crianças da região administrativa

Com R$ 77,2 milhões investidos, a expectativa é que a fila de espera por creches seja ainda menor nos próximos meses. Estão em construção outros 14 Cepis distribuídos pelo DF, o que vai permitir atender 2.726 crianças em período integral, ou seja, das 7h30 às 17h30.

“Todos os Cepis atuam nessa modalidade de funcionamento. Desta forma, conseguimos proporcionar aos pais e responsáveis a possibilidade de manter os filhos em local seguro enquanto podem trabalhar tranquilamente”, destacou a arquiteta Aline da Silva Lima.

O Riacho Fundo tem uma demanda reprimida de aproximadamente 300 crianças — problema que será resolvido com a construção do Cepi na região.

Fonte Agência Brasília

Nenhum comentário