Robô da Tesla sai do controle e ataca engenheiro em fábrica, revela relatório - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Robô da Tesla sai do controle e ataca engenheiro em fábrica, revela relatório

Um dos engenheiros da Tesla foi supostamente atacado por um dos robôs na gigafábrica localizadas em Austin, no Texas, no ano de 2021, deixan...

Robô da Tesla sai do controle e ataca engenheiro em fábrica, revela relatório

Um dos engenheiros da Tesla foi supostamente atacado por um dos robôs na gigafábrica localizadas em Austin, no Texas, no ano de 2021, deixando-o ferido e com rastros de sangue no chão.

O incidente, detalhado em um relatório apresentado aos reguladores, destaca os riscos associados à operação de máquinas automatizadas, especialmente quando ocorrem falhas no sistema.

Engenheiro teve corte profundo no braço

Tesla

Segundo as informações contidas no relatório, o robô, originalmente projetado para movimentar peças de carros de alumínio, foi acidentalmente deixado ligado durante uma manutenção realizada por um trabalhador.

Enquanto seguia seus movimentos programados, a máquina prendeu o engenheiro contra a parede, cravando suas garras de metal nas costas e no braço do trabalhador. O incidente, que resultou em cortes profundos, deixou um rastro de sangue na fábrica de Austin.

Durante o acontecimento, outro funcionário da fábrica viu o que estava acontecendo e interveio para salvar o engenheiro, acionando o botão de emergência que desativava a máquina automaticamente. A vítima ainda caiu em uma rampa com peças de sucata de alumínio, porém apesar dos machucados ele não solicitou licença do trabalho.

Fábrica da Tesla já foi alvo de críticas em relação à segurança

Tesla

O caso não é isolado, pois relatórios ao Órgão de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA) indicam que, em 2021, um em cada 21 trabalhadores na gigafábrica do Texas da Tesla sofreu algum tipo de lesão.

As lesões variam desde acidentes envolvendo máquinas até condições mais graves que exigiram dias de afastamento do trabalho. A alta incidência de lesões levanta questões sobre as práticas de segurança na fábrica, especialmente considerando que a Tesla é obrigada a relatar todas as lesões para continuar recebendo incentivos fiscais.

Além disso, a subnotificação de lesões na fábrica da Tesla se torna evidente, conforme apontado por um advogado representando trabalhadores contratados. O relatório omite não apenas casos de ferimentos, mas também a trágica morte de um trabalhador da construção em 2021, vítima de insolação enquanto ajudava a construir a gigantesca fábrica.

Essas alegações levantam preocupações sobre a precisão dos relatórios obrigatórios apresentados pela Tesla às autoridades locais.

O caso destaca não apenas os desafios específicos enfrentados pela Tesla na automação industrial, mas também questões mais amplas sobre a segurança dos trabalhadores em ambientes altamente mecanizados.

Fonte: pcmag

Nenhum comentário