O Governo Federal e a senadora Leila lançam mobilização contra a dengue nas escolas do DF - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

O Governo Federal e a senadora Leila lançam mobilização contra a dengue nas escolas do DF

  O  Ministro da Educação, Camilo Santana, e a senadora Leila Barros, no lançamento da Mobilização Nacional de Vacinação nas Escolas no DF |...

 


Ministro da Educação, Camilo Santana, e a senadora Leila Barros, no lançamento da Mobilização Nacional de Vacinação nas Escolas no DF | Foto: Fabiano Nery.

Ministérios da Educação (MEC) e Saúde (MS) farão ações de prevenção no ambiente escolar e nas comunidades de todo o País

Projeto foi lançado nesta quarta-feira (21), na Escola de Brasília-DF, na escola Juscelino Kubitschek no Sol Nascente-DF, ação faz parte das constantes cobranças da senadora Leila pelos casos de dengue terem explodidos no DF.
Em resposta às crescentes preocupações com os surtos de dengue no Distrito Federal (DF), o Governo Federal, em colaboração com a senadora Leila, lança uma iniciativa abrangente de combate à doença. Sob a liderança dos Ministérios da Educação e da Saúde, esta quarta-feira marca o lançamento de um projeto crucial: a mobilização contra a dengue nas escolas. A senadora Leila tem sido uma voz incansável na exigência por medidas mais robustas contra a propagação da dengue na região.

Senadora Leila Barros | Foto: Fabiano Nery
Anteriormente, a senadora Leila acompanhou ações prévias da campanha de vacinação, na tenda de acolhimento a pacientes com dengue em Ceilândia e na UBS do Cruzeiro Novo, iniciando a imunização nas Unidades Básicas de Saúde do DF, além de uma campanha de imunização no feriadão de Carnaval.
A senadora Leila demonstrou seu compromisso pessoal ao participar ativamente de ações preliminares da campanha de vacinação contra a dengue. Sua presença em locais-chave, como a tenda de acolhimento em Ceilândia e a Unidade Básica de Saúde no Cruzeiro Novo, marcou o início da imunização em diversas áreas do DF, incluindo uma campanha durante o feriado de Carnaval.
O DF foi uma das primeiras unidades da federação a receber as vacinas do MS, ao lado da Bahia e de Goiás. No total, foram enviadas 71.702 doses da vacina Qdenga, produzida pelo laboratório japonês Takeda.
O Distrito Federal, juntamente com a Bahia e Goiás, foi uma das primeiras regiões a receber um suprimento crucial de vacinas contra a dengue do Ministério da Saúde. A entrega de 71.702 doses da vacina Qdenga, fabricada pela renomada empresa japonesa Takeda, representa um passo significativo na luta contra a propagação da doença.

Ministra da Saúde, Nísia Trindade, o Ministro da Educação, Camilo Santana, e a senadora Leila Barros | Foto: Fabiano Nery
O ministro da Educação, Camilo Santana, e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, participam do lançamento da mobilização contra a dengue nas escolas nesta quarta-feira (21), em Brasília-DF. O objetivo é que todas as escolas do País façam a adesão às ações de prevenção no ambiente escolar e nas comunidades.
Para fortalecer ainda mais essa iniciativa, o ministro da Educação, Camilo Santana, e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, estavam presentes no lançamento da mobilização contra a dengue nas escolas. O evento, que ocorrerá em Brasília-DF, tem como meta principal garantir que todas as escolas do país se envolvam ativamente nas medidas preventivas tanto dentro do ambiente escolar quanto em suas comunidades.
Na ocasião, haverá um ponto de multivacinação para reforçar a importância da atualização da caderneta com todas as vacinas recomendadas no calendário nacional. As iniciativas são parte do Programa Saúde na Escola, retomado pelo Governo Federal como eixo fundamental entre educação e saúde, focando na prevenção e conscientização de crianças e adolescentes.
Além do lançamento da mobilização, está prevista a disponibilização de um ponto de multivacinação durante o evento. Essa medida visa reforçar a importância da atualização das cadernetas de vacinação com todas as doses recomendadas no calendário nacional de imunização. Essas ações integram-se ao Programa Saúde na Escola, uma iniciativa fundamental do Governo Federal que busca estreitar os laços entre educação e saúde, com foco na prevenção e conscientização de crianças e adolescentes.
DISTRITO FEDERAL
O Distrito Federal contabiliza, desde o início do ano, 38 mortes por dengue. O número coloca a unidade da Federação em primeiro lugar no ranking, à frente até mesmo de Minas Gerais, que tem o maior número de casos da doença em todo o País. Profissionais de saúde investigam 78 mortes classificadas como suspeitas, pois podem ter sido provocadas pela dengue.
Entretanto, as estatísticas recentes revelam um cenário preocupante no Distrito Federal. Desde o início do ano, a região registrou um total alarmante de 38 mortes atribuídas à dengue, colocando-a no topo do ranking nacional, à frente até mesmo de Minas Gerais, que historicamente enfrenta desafios significativos com a doença. Além disso, profissionais de saúde estão investigando 78 mortes adicionais, classificadas como suspeitas, o que destaca a gravidade da situação.
Dados da Secretaria da Saúde do Distrito Federal mostram um total de 81.408 casos prováveis da doença até o último sábado (17), um aumento de 1.351% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 5.484 casos prováveis de dengue. A maioria das infecções foi identificada em mulheres e na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida pelo grupo de 70 a 79 anos.
Os números divulgados pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal são igualmente alarmantes. Até o último sábado, foram registrados impressionantes 81.408 casos prováveis de dengue, representando um aumento significativo de 1.351% em comparação com o mesmo período do ano anterior. É preocupante notar que a maioria das infecções foi identificada em mulheres, com a faixa etária de 20 a 29 anos sendo a mais afetada, seguida pelo grupo de 70 a 79 anos.
SERVIÇO
Mobilização nacional para combate ao mosquito da dengue nas escolas
Data: 21 de fevereiro de 2024 (quarta-feira)
Horário: 9h30
Transmissão ao vivo: YouTube do MEC e YouTube do MS
Da redação do portal de Notícias com a fonte do site https://bsbtimes.com.br/

Nenhum comentário