O Deputado da Inclusão Iolando comemora portaria conjunta para atender mulheres e mães com algum tipo de deficiência - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

O Deputado da Inclusão Iolando comemora portaria conjunta para atender mulheres e mães com algum tipo de deficiência

Por: Samuel Barbosa Com informações da Agência Brasília   Esta portaria conjunta é mais um passo importante para que essas mulheres, que enf...


Por: Samuel Barbosa

Com informações da Agência Brasília 

Esta portaria conjunta é mais um passo importante para que essas mulheres, que enfrentam desafios diariamente em busca de atendimento.

As secretarias da Pessoa com Deficiência (SEPD) e da Mulher (SMDF), publicaram uma Portaria Conjunta nº 05/2023, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), desta sexta-feira (25), formalizando um trabalho conjunto das duas pastas. As ações serão voltadas, exclusivamente, para mulheres com algum tipo de deficiência, além das mães de cidadãos PcDs.

 As ações serão coordenadas por um grupo de trabalho (GT) formado por integrantes das duas pastas, sendo: três membros titulares e três suplentes de cada secretaria. Outros órgãos e entidades da administração pública poderão, no futuro, participar do GT, que se reunirá mensalmente. 

O deputado Iolando destaca a importância desta portaria para o fortalecimento das políticas públicas promovidas pelo Governo. ”Estas ações vão contribuir com a promoção de políticas públicas para esse segmento. Nosso governo tem trabalhado visando garantir um atendimento digno a todos os pacientes com deficiências. Esta portaria conjunta é mais um passo importante para que essas mulheres, que enfrentam desafios diariamente em busca de atendimento, tanto para elas, quanto para seus filhos, possam cuidar de suas vidas com cidadania plena” pontuou o parlamentar. 

De acordo com o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Santos, a ideia da parceria é “cuidar de quem cuida”. “Em boa parte das formações familiares, são as mulheres quem se dedicam aos cuidados com os filhos, o que se intensifica quando há uma deficiência envolvida. São elas quem levam em consultas, nas escolas, entre outras coisas e esquecem de si mesmas”, lista o secretário. 

Para a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, a criação do grupo é um passo importante para a promoção da igualdade de oportunidades e promoção de valores inclusivos. “Ao criar um ambiente no qual mulheres com deficiência e mães de pessoas com deficiência possam prosperar, estamos construindo uma sociedade mais inclusiva, justa e capacitada, que valoriza cada indivíduo independentemente de suas circunstâncias”, diz a gestora.

Da redação do Portal de Notícias Lei e Política
Informações da Agência Brasília 

Nenhum comentário