Interoperabilidade: WhatsApp vai receber mensagens do Telegram e outros apps em breve - PORTAL DE NOTÍCIAS RITMO CULTURAL

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Interoperabilidade: WhatsApp vai receber mensagens do Telegram e outros apps em breve

O  WhatsApp  anunciou que está nas etapas finais para permitir a  comunicação com outras plataformas de mensagens , em cumprimento à nova le...

Interoperabilidade: WhatsApp vai receber mensagens do Telegram e outros apps em breve

WhatsApp anunciou que está nas etapas finais para permitir a comunicação com outras plataformas de mensagens, em cumprimento à nova legislação de mercados digitais da União Europeia. Esta é a chamada interoperabilidade, quando uma plataforma é capaz de trabalhar em conjunto com outras plataformas diferentes.

Esta importante novidade será implementada a partir de março de 2024, permitindo que, em breve, as conversas de plataformas diferentes sejam acessadas por meio de uma seção especial na interface de chats do aplicativo pertencente à Meta. Nos próximos parágrafos dou mais detalhes sobre esta mudança.

Como vai funcionar a interoperabilidade do WhatsApp?

Interoperabilidade WhatsApp

Essa atualização é uma resposta à exigência de interoperabilidade definida pelos reguladores europeus. Em uma conversa com a revista Wired, Dick Brouwer, o diretor de engenharia do WhatsApp, compartilhou detalhes técnicos sobre a implementação. Ele enfatizou que cada aplicativo externo terá de firmar um acordo com o WhatsApp para que a integração seja realizada. Isso consiste na assinatura de um contrato bem rígido, afinal de contas, estamos falando dos dados pessoais de milhões de usuários.

Estamos trabalhando em uma solução construída na atual arquitetura cliente-servidor do WhatsApp. Isso efetivamente significa que a abordagem que estamos tentando adotar é que o WhatsApp documente nosso protocolo cliente-servidor e permita que clientes de terceiros se conectem diretamente à nossa infraestrutura”, explicou o executivo.

Para garantir a segurança, Brouwer destacou a necessidade de os aplicativos aderirem a um padrão de criptografia de ponta a ponta igualmente robusto ou superior ao protocolo Signal, que já é empregado pelo WhatsApp, além de outras aplicações como o Skype e Google Mensagens.

A legislação da UE determina que a interoperabilidade inicialmente suporte texto, imagens, vídeos e outros conteúdos gráficos, expandindo-se para chamadas de áudio e vídeo em um futuro próximo. Ou seja, a partir de março só não será possível fazer uma chamada no Telegram e atender no WhatsApp.

A funcionalidade de interação com outros aplicativos estará disponível apenas para usuários que explicitamente escolherem habilitá-la, mantendo o WhatsApp como está para quem preferir não alterar. Segundo Brouwer, isso também ajudará a prevenir o recebimento de spam. Eu, particularmente, acho essa decisão muito acertada. Costumo usar o WhatsApp mais para conversas pessoais e no Telegram procuro deixar as conversas mais profissionais.

Preocupações com a segurança

A necessidade dessa mudança já era conhecida, visto que o WhatsApp foi identificado como um agente fundamental no ambiente digital, necessitando assim abrir espaço para a competição. Em teoria, isso significa que usuários poderão comunicar-se com contatos em outras plataformas como Telegram, iMessage da Apple, ou Snapchat diretamente do WhatsApp.

Houve preocupações de especialistas sobre a possibilidade de a criptografia do WhatsApp ser enfraquecida para atender a essas novas regras europeias. No entanto, Brouwer assegurou que a segurança das mensagens permanecerá inalterada. Ele comentou:
Há uma tensão real entre fornecer uma maneira fácil de oferecer essa interoperabilidade a terceiros, preservando o nível de privacidade, segurança e integridade do WhatsApp.

Mais informações sobre esta atualização serão divulgadas pelo WhatsApp em março. Ainda não está claro se usuários de outras localidades, a exemplo do Brasil, também terão acesso a essas funcionalidades de interoperabilidade. A mesma legislação obrigou a Apple a modificar a política da App Store na UE, mas essa alteração não se estendeu para fora do bloco europeu. Será que o mesmo acontecerá com a interoperabilidade do WhatsApp?

Fontes: The Verge e Wired

Nenhum comentário